“Tenho milhões de motivos pra não me apaixonar por ele. E realmente eu não vou.
Adotei a tática do “coração não vê, coração não sente”. Se corro o risco de me apaixonar, vejo esporadicamente o objeto da minha possível paixão.
Por enquanto está dando meio certo. O coraçãozinho burro às vezes insiste em manter o pensamento em alguém especial, mesmo que seja uma pessoa que não se vê a meses. Mas é raro! Só quando é muito especial mesmo(…)”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: